Notícias

Marrocos: jogadores da seleção doam sangue para ajudar as vítimas do sismo

Escrito por: Xavier Correia

Verificado por: Michael Baker

O jogo de apuramento para a Taça das Nações Africanas (CAN) entre Marrocos e Libéria foi adiado, e em solidariedade com as vítimas do forte sismo que abalou o país na sexta-feira passada, os jogadores e membros da seleção marroquina, conhecida como os ‘Leões dos Atlas’, dirigiram-se ao Centro Regional de Transfusão de Agadir para doar sangue.

Num gesto de apoio ao seu povo, a seleção marroquina juntou-se à campanha nacional de emergência destinada a auxiliar os feridos deste terramoto que resultou em mais de 2000 vítimas mortais no país africano, segundo dados ainda provisórios.

Neste sábado, jogadores e membros da equipa, incluindo Hakimi, lateral direito do PSG, Yassine Bounou, o novo guarda-redes do Al Hilal, também conhecido como ‘Bono’, e o treinador Walid Regragui, deslocaram-se ao Centro Regional de Transfusão de Sangue de Agadir para contribuir com as suas doações.

Devido ao sismo, o jogo da última jornada das eliminatórias da CAN contra a Libéria, para a qual Marrocos já se qualificou, foi adiado. Os ‘Leões dos Atlas’ optaram por dar o exemplo ao doar sangue em apoio às vítimas.

Noutra parte do território marroquino, a seleção pré-olímpica do Brasil também enfrentou as consequências do sismo enquanto se encontrava na cidade de Fez para encontros amigáveis. Por razões de segurança, os atletas foram rapidamente retirados dos quartos do hotel onde estavam hospedados, uma vez que a cidade foi fortemente afetada pelos abalos. A Confederação Brasileira de Futebol informou que os jogadores foram levados para a piscina do hotel e regressaram aos seus quartos cerca de uma hora após o sismo.

Responsável Editorial